domingo, 24 de março de 2013

CONSCIÊNCIA CRISTALINA E A VOLTA DOS ATLANTES


O mar se tornou o melhor lugar para comunicação com essa egregora 

Muito foi dito sobre as transições planetárias e suas grandes transformações em nível mental, emocional e físico. Hoje realmente começamos a sentir essa transformação vibracional em nosso plano.
Uma das energias que voltaram a trabalhar com os seres humanos é a vibração atlante, uma energia de cura e ascensão espiritual, onde muitos mitos cercam essa égregora e seres.
A experiência narrada a seguir é algo totalmente pessoal o que não mostra ser certo ou errado perante o conteúdo que existe em outros meios.

Larimar utilizada na vivência com ornamentação para
uso terapêutico. Conhecida também como pedra dos golfinhos
e mármore de Atlântida a larimar é encontrada exclusivamente
na República Dominicana. 
Em fevereiro de 2013 fui convidado a participar de um rito xamânico com ayahuasca como já havia ido outra vez resolvi levar por intuição uma larimar (uma espécie de mármore conhecida como a pedra dos golfinhos e mármore de Atlântida), para que ela tivesse a função de uma chave de acesso a égregora dos atlantes. Na ocasião dentro da ritualística peguei a larimar e fiquei em processo de meditação, uma vibração intensa quase como uma descarga elétrica constante corria por minhas mãos e braços vindo diretamente da pedra, resolvi então solicitar a presença dos guardiões dessa força, em uma fração de segundos vi em minha frente dois seres de luz com mais ou menos dois metros de altura, esses seres traziam uma emoção que jamais em toda minha vida havia sentido, algo simplesmente acolhedor e único, de uma forma telepática e extrassensorial a comunicação foi feita. Eu de inicio me assustei um pouco devido à energia que envolvia toda aquela experiência ser muito forte e transformadora, os dois seres me perguntaram se eu gostaria de acompanhá-los e conhecer um pouco de sua “vida”, eu prontamente disse sim e rapidamente eles se aproximaram e cada um deles me puxou por uma das mãos onde senti cada parte de minha alma sendo cuidadosamente transportada para um local de água pura e cristalina, uma água tão azul que chegava a ofuscar os olhos. Estando nessa fonte cristalina onde o sol que alcançava a superfície aquecia de uma forma tão sutil que era uma onda de luz revigorante e curadora, aos poucos fui escorregando para o fundo do mar aonde cheguei a uma parte não tão funda, pois ainda se via a luz do sol refletida. Olhava tudo ao meu redor e notei que não tinha peixes, era uma água calma e sutil quase como uma água gelatinosa meus olhos se fixaram em uma região que tinha uma grande formação de corais que mais parecia uma ilhota no fundo do mar. Meus olhos começaram a notar que entre os movimentos da água os dois seres começam a ganhar forma, eles guardavam algo que estava atrás deles como se protegessem a ilhota de corais, então eles começaram a me explicar um pouco mais sobre eles como narro a seguir.

Os seres se pareciam com o da imagem acima, feito apenas
 das águas que os envolvia. 
“Muito diferente do que os seres humanos narram nosso povo optou por submergir nas águas desse planeta, o momento era de decisão e transformação e optamos por fazer a transição apenas como o nosso corpo sutil, optamos por trabalhar a cura desse planeta tão machucado e maltratado. Estamos pelos quatro cantos do planeta trabalhando de forma sutil e levando ao homem o conhecimento da elevação espiritual junto com milhares e milhares de seres que trabalham para essa transição. Atualmente nos dividimos em quatro grupos onde o primeiro está em serviço nas entranhas da terra, entre as rachaduras e veios do planeta, esses irmãos optaram por trabalhar nessa área por estarem mais ligados à cura do ser vivo Gaia. A segunda classe está em serviço onde vocês conhecem como reino abissal, onde não existe nenhuma luz esses irmãos trabalham na ascensão das águas e a transformação das novas espécies que habitavam nosso continente quando ainda o mesmo tinha forma física. O terceiro grupo se manifesta na terceira camada das águas onde as novas espécies são descobertas e os grandes mamíferos despertam trazendo a alegria e sutileza para os mares e oceanos e o quarto grupo que somos nós, que optamos por trabalhar com os seres humanos para a expansão da mente e trabalho com a cura de suas emoções e compreensão da existência nesse plano. Nós vivemos mais próximos à superfície onde os contatos com os humanos se tornam mais frequentes seja através das experiências extrassensoriais ou através de nossos irmãos golfinhos que com seu amor incondicional transmite nossa mensagem de forma sutil e reveladora. Pouco realmente se sabe sobre nós devido ao homem se prendem mais a matéria e a história que ela pode escrever do que a própria força das águas.”

O Templo da vivência era extremamente semelhante com
o da imagem acima. Os golfinhos possuem uma
consciência espiritual incomparável e ela vem sendo
aproveitada para que o despertar cósmico seja realizado.
Nesse momento notei que apesar da história ter sido bem longa ela por completa foi passada em uma fração de segundos para minha mente e notei que a energia desse povo é inexplicável. Então o segundo guardião me diz:
“Assim como vocês nós também temos irmãos que necessitam de cura e você irá ajudá-lo a se purificar.”
Nesse momento eu fiquei simplesmente sem saber o que fazer atrás deles a ilhota ganhou forma de um templo de cristal com colunas “gregas” demarcavam a entrada do templo que seguia por uma escada em formato de ponto de interrogação, os degraus simplesmente flutuavam e me lembravam o quartzo leitoso. Porem quando fixei o olhar no templo ele se misturava com as águas quando de repente os dois guardiões vinham em minha direção com outro ser como eles, porém esse tinha uma espécie de uma água negra que ficava se mexendo no plexo solar. Eu pensei em como poderia ajudar aquele ser que por sua vez era muito mais do que minha humilde espiritualidade conhecia até aquele momento, então estiquei as mãos e comecei a aplicar reiki nele quando para minha surpresa à água negra começou a se dissipar e se tornou cristalina. Eu fiquei meio que congelado vendo aquele ser ganhar mais de 3 metros de altura na minha frente, ele portava uma espécie de um tridente todo prata com muitas pedras, algumas que nunca vi nem parecidas em minha atual existência. Ele então olha para mim e diz:
“Seja bem vindo, a cura era para você. Seu gesto de ajudar mostrou sua preocupação diante aos auxílios que chegam até você e que de alguma forma tenta saná-los. Nós viemos até você, pois você foi à busca da cura de suas emoções e sua busca fez você abrir partes da sua consciência existencial. Para nós “criança” (era assim que eles me tratavam até então) os sons e as notas vibracionais são sagrados, pois através delas a manifestação da cura é gerada, por isso será chamado de Sülfis”.

A conexão pode ser feita através de outros cristais
Então eu indaguei para ele o porquê de Sülfis e ele me explicou que esse nome significa “aquele que carrega a centelha do templo” e quando ele explicou apontou para o pedaço de larimar que eu tinha nas mãos, então eu entendi que esse nome era por portar um pedaço da pedra que está diretamente ligada a eles.
Depois desse ultimo ser ter me explicado sobre algumas outras coisas comecei e ver muitos golfinhos se aproximarem deles e vir em minha direção onde seus focinhos tocavam meu ser e como uma união cósmica eu podia sentir e entender o que pensavam e diziam, e posso confessar que foi uma das experiências mais transformadoras da minha vida até o presente momento. Passado isso os dois seres gentilmente me pegaram pelas mãos novamente e emergiram comigo para uma fonte de água cristalina perto de uma praia deslumbrante, que pelo o que andei pesquisando creio ser no Caribe ou um locam bem próximo. Nessa fonte os dois seres manipulavam a água quase como se fosse ar, faziam com que uma fina cortina de água envolvesse meu corpo como um cobertor foi nesse momento que senti cada célula do meu corpo sendo desperta e cada minúscula parte do meu ser se preenchia com a manifestação da vida e o despertar de uma consciência cristalina. Após esse banho de cura os dois seres me levaram novamente para o local onde eu estava, onde pude ver meu corpo segurando a larimar em posição de meditação, eis que então eles me acomodaram gentilmente dentro de meu corpo, onde toda a sutileza e cura foram transmitidas para o físico.

Foi uma experiência única, transformadora e intima. Após todo esse processo esses seres agora mantém o contato de forma sutil através de manifestações que envolvem a água, na maioria das vezes sua energia vem através da larimar que utilizei como chave. Recentemente a pedido deles transformei a larimar em um bisturi energético para que fosse utilizado em processos de cura cristalina e despertar da consciência cósmica.


As vibrações geradas por tigelas de cristal e tibetanas são um ótimo meio de entrar em estado vibracional mais elevado, alcançando assim uma conexão cristalina e contemplativa. 

Resolvi compartilhar com todos os que forem ler esse texto essa experiência para mostrar que em um momento onde muitos buscam grandes manifestações no plano físico elas acontecem e vibram no plano sutil de forma transformadora e única, abram seus corações e mentes deixando para trás as amarguras, o ódio, raiva, frustração e todos os demais sentimentos que possam fazer com que seu ser fique denso e com isso o despertar da consciência cristalina se torne cada vez mais difícil e muitas vezes doloroso. Os véus caíram, as cortinas se abriram e só não vê os que realmente não quiserem enxergar.
Vivam irmãos e despertem em seus corações o amor universal e magnitude da consciência cósmica dessa existência.

Sülfis
Júlio Arcanjo 

8 comentários:

  1. Nossa Jù.que linda esta sua vivência,sem palavras.
    Muito linda,forte e intensa.
    Assisti o vìdeo logo abaixo e o som que emana é tâo gostoso de se ouvir.

    ResponderExcluir
  2. Que lindo, tocante, mágico.
    O som que vc faz na tigela é envolvente.
    Agradeço por compartilhar sua vivência conosco.
    Bjs Karina.

    ResponderExcluir
  3. Muito legal sua experiência!! Tenho um amigo que viveu algo semelhante numa roda xamanica! Como foi tipo meio exastivamente nestes ultimos anos muitos conhecimentos ancestrais de outros povos que caminharam neste planeta estão se abrindo. Eh uma honra e uma grande responsabilidade para vc ser o portador de formas de cura dão sutis. Parabéns e desejo sucesso na sua jornada!

    ResponderExcluir
  4. Gratidão amigo por compartilhar da sua sabedoria.Amei viu!!

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. ai to até chorando Júlio....nossa que experiencia transformadora ....obrigado por ter nos contado essa linda e magica experiencia....um bater de assas pra você ....e bençãos estelares pra sua vida......

    ResponderExcluir